sábado, 8 de junho de 2013

POEMA "MONÓLOGO DE UM EGOCÊNTRICO I"



Preferem biótipos, às modinhas.
As carnes que extrapolam as mangas,
O odor de 24 horas de perfeição,
Nos mínimos eles são o máximo.

Os que não fazem visões,
Apresentam-se estranhas:
Unhas mordidas,
Gostam de ruídos e batidões,
Outra, só usava sandália havaiana.

Quem procura perfeições a elas lhes falta?

Danillo Salviano

Nenhum comentário: